23 fevereiro 2006

Estar Reencarnado! Prova de Amor Divino.


André Luiz nos fala que a população de desencarnados é bem maior do que a de encarnados. Dessa forma, um raciocínio simples, nos faz refletir que a fila de espera por uma chance de reencarnar deve estar bem grande.
Como vivemos num mundo de expiações e provas, é natural que a maioria esmagadora da população reencarne para saldar débitos. Os homeopatas, partem da premissa, que o caminho natural para o ser humano é adoecer, justamente, porque nos utilizamos dessa encarnação para drenar energias negativas armazenadas em nossos corpos espirituais, energias essas adquiridas em vivências mais ou menos distantes. Temos inúmeras maneiras de saldar nossa conta bancária celestial, mas com certeza absoluta, a doença, tem parte importante nisso, e se constitui num canal, por onde escoamos nossos arquivos danificados.

Olhando assim, colocamos a doença no local que ela merece. Nem o inimigo público número um, nem a fatalidade imutável. Não devemos amá-la, e muito menos nos desesperarmos quando ela nos visita. Temos de perceber, abrindo nossos canais intuitivos, o que a doença quer nos dizer. Ouça a doença. Quanto mais rápido você se der conta do porque ela te atinge, mais rapidamente se livrará dela.
Há pessoas que passam a vida inteira sofrendo determinadas enfermidades, mas parecem não aproveitar em nada esse padecimento. Digo aproveitar mesmo, com todas as letras! Porque diferentemente do que a cultura judaíca-católica quis nos infundir durante milênios, o sofrimento não é um castigo, mas um colheita. Ele decorre de nossos próprios atos, e não tem origem num Deus pessoal, que brinca de apertar botões, selecionando quem irá adoecer e quem será libertado da dor. Isso não existe. João Evangelista, com muita propriedade nos fala que Deus é amor. Quem é o amor puro, em essência, não se vinga, não nos martiriza com castigos. Ele nos dá oportunidades.
A encarnação é uma oportunidade ímpar de irmos corrigindo erros do passado, porém infelizmente a maioria de nós se mantém na contra-mão da evolução e acaba desperdiçando oportunidades maravilhosas de sanearmos nossa casa mental, fazendo escoar pelo amor, essas energias negativas armazenadas em nosso psiquismo.
Reflita sobre sua vida. Qual o real motivo de você estar aqui, justamente com essas pessoas da sua família, exercendo esse trabalho, morando nessa cidade, tendo como companheiro(a) aquela determinada pessoa e recebendo justamente esses filhos em seu lar?
Mudar a ótica pela qual enxergamos a vida é necessidade urgente. Assim, deixaremos de ser vítimas e passaremos a ser agentes de mudança positiva. Deixaremos de ser pacientes e passaremos a condição de terapeutas da alma. Deixaremos de ser "papa-passes" para nos tornamos seareiros do Cristo, aproveitando essa única e maravilhosa chance de estar aqui hoje, encarnados, num mundo onde cada um pode ser exatamente o que quiser. É só uma questão de decidir. De que lado você quer estar?

3 comentários:

Wânia Ribeiro disse...

Boa noite,Sérgio
Gostei do seu artigo,ele nos faz refletir e lembrar um pouco mais da bondade do nosso Pai!

Fique com Ele!!


WÂNIA

Leon Deniz disse...

Dr. Sérgio,fui indicado pelo meu amigo professor Alexandre,fiquei muito interessado e ao mesmo tempo impressionado com a clareza que o Sr. aborda esses temas,consequentemente esclarece as nossas dúvidas e nos ensina como encarar esta maravilhosa doutrina que é o espiritismo
Leon Deniz

Valéria disse...

Dr Sérgio,que DEUS o abençõe.

Sobre o distúrbio bipolar...
É comum em crianças entre 10 a 12 anos?

Obrigada

bella_meiga@hotmail.com