03 março 2010

Jovens usuários de maconha tem maior chance de ter psicose

Teens who started using marijuana at ages 14 or 15 had a higher risk of schizophrenia, according to a new study.




Um estudo australiano mostrou que adolescentes usuários de maconha tem um risco aumentado de desenvolver psicose, doenças como esquizofrenia e sintomas como ilusão e alucinações

O estudo seguiu 3,800 pessoas nascidas entre 1981 e 1984, de acordo com os pesquisadores do Instituto do cérebro, da Universidade de Queensland, na Austrália. Eles fizeram um questionário dirigido aos adolescentes e as mães sobre o estado mental e uso de drogas, especialmente a maconha. 14% informaram usar maconha por pelo menos 6 anos.
O estudo seguiu 3,800 pessoas nascidas entre 1981 e 1984, de acordo com os pesquisadores do Instituto do cérebro, da Universidade de Queensland, na Austrália. Eles fizeram um questionário dirigido aos adolescentes e as mães sobre o estado mental e uso de drogas, especialmente a maconha. 14% informaram usar maconha por pelo menos 6 anos.
"Nós olhamos a associação entre a idade que eles iniciam o uso da cannabis. E então, por outro lado, pesquisamos como era o estado mental de então, especialmente observado por estados psicóticos ou sintomas isolados. E achamos uma relação muito significativa” disse o psiquiatra John McGrath, professor do Instituto do cérebro e coordenador da pesquisa.Os que iniciam a maconha entre 14 e 15 anos tem duas vezes aumentado o risco de esquizofrenia.
Segundo o Dr. McGrath, diversos estudos também apontam nessa direção, e atualmente os dados são muito expressivos e sólidos, estabelecendo uma relação entre psicoses e uso de maconha.
A grande preocupação dos pesquisadores é que hoje em dia a maconha é considerada uma droga sem efeitos colaterais, principalmente pelos jovens, mas não é o que os estudos mostram.
Do prisma espiritual a situação é mais grave ainda. Relatos confiáveis de médiuns sérios como Chico Xavier e Divaldo Franco, além de observações em reuniões mediúnicas por mais de uma década no Hospital Espírita "Casa de Eurípedes" nos fazem acreditar que a energia espiritual dos usuários de droga é disputada a peso de ouro no mundo espiritual pelos viciados que desencarnam, mas nem por isso deixam de ser dependentes.
A coisa funciona mais ou menos assim : O uso de drogas lícitas (cigarro e álcool) ou ilícitas vai degradando o corpo espiritual por dois motivos básicos:
1 - Na obra “Missionários da Luz” — André Luiz (pág. 221 — Edição FEB), lemos: “O corpo perispiritual, que dá forma aos elementos celulares, está fortemente radicado no sangue. O sangue é elemento básico de equilíbrio do corpo perispiritual.” Em “Evolução em dois Mundos”, o mesmo autor espiritual revela-nos que os neurônios guardam relação íntima com o perispírito. As altas doses tóxicas da droga lesam corpo físico e corpo espiritual ao mesmo tempo.
2 - A motivação. O corpo espiritual responde muito à nossa motivação, o motivo pelo qual realizamos nossos atos. O uso de drogas, principalmente as ilícitas é feita muito no sentido de fuga, de não encarar nossas metas espirituais, de postergar nossa evolução em troca de pequenos e fugidios momentos de prazer.
O uso continuado da droga transforma a pessoa em um fantoche, uma marionete comandada por espíritos necessitados da energia da droga, mas que sem corpo físico para usá-la, se utilizam de encarnados desprevenidos, que acreditam consumir quantidades absurdas de drogas e não passar mal, porque são resistentes, mal sabendo que na verdade eles estão sendo pontes, ou medianeiros, para transmitir aos viciados do plano astral o que eles desejam. É por esse motivo que os dependentes de forma geral são sempre tão acompanhados de espíritos obsessores também necessitados. E é também por esse motivo que parar um vício é tão difícil sem um olhar holístico. É fundamental tratar o corpo e o espírito.
Desencarnando alguém dependente de alguma substância, como álcool, maconha, cigarro, cocaína, e outros, o vício cultivado por anos, e às vezes décadas, permanece, pois a natureza não dá saltos. Ninguém se transforma em santo ou demônio porque desencarnou, mas antes continua exatamente como viveu na terra, porém agora sem as máscaras e com todo o patrimônio conquistado pelo espírito, seja essa aquisição boa ou ruim.
A encarnação é um presente que só a misericórdia de um Deus amoroso e paciente pode explicar. Porque desperdiçar chances maravilhosas se escondendo atrás de drogas permitidas ou não? É sempre tempo de rever e recomeçar.
E se você tem um filho pequeno, explique a ele em detalhe as consequências do vício, dê exemplo, seja firme e amoroso,e quem sabe assim estaremos prevenindo situações catastróficas do ponto de vista espiritual e que são tratadas com banalidade na sociedade moderna.
Dizia Paulo -Nem tudo que é lícito me convém.
Dizemos nós - É hora de combater o bom combate.

9 comentários:

Anônimo disse...

Senhores, sou usuário e tenho conflitos, acho errado com relação a dependência e acho uma melhor opção com relação a outros calmantes; remédios, alcool, etc. Até aí tudo bem! O que observo é o fato colocado em relação a obsessores se aproveitarem de tal situação! Não duvido da intervenção do astral, porém acredito que há limites e realmente há (nas literaturas espirítas as dimensões são bem divididas) portanto tomar ao pé da letra que todo o vício é fruto de uma sugestão espiritual é algo a ser pensado, acredito que estamos rodeados de espirítos, mas isso tem limites! Se fosse o caso não seria só os vícios, seriam outras necessidades, a saudade de uma determinada refeição, aqueles que não tiveram uma vida de vicio tiveram outras necessidades como comer, beber suco, fazer sexo, etc. Enfim, eles estariam nos importunando incessantemente, por isso que acho que ha limites, até porque nosso livre arbitrio tem que ser preservado, esse é o meu ponto de vista, acho que o vicio tem que sofrer uma reforma na forma como é tratado, dizer simplesmente que é errado e que voce vai ser cobrado logo mais não soluciona o problema, temos que ter referenciais autênticos de seus maleficios, maconha ainda é melhor que muitos calmantes e relaxantes musculares e em pequenas doses deixa a mente criativa, em uso abusivo causa lerdeza, eu sinceramente ainda não encontrei respostas para isso, queria que pessoas experientes no assunto colocassem suas experiências. Por Fangial

Verdaminhos disse...

Senhores, sou usuário e tenho conflitos, acho errado com relação a dependência e acho uma melhor opção com relação a outros calmantes; remédios, alcool, etc. Até aí tudo bem! O que observo é o fato colocado em relação a obsessores se aproveitarem de tal situação! Não duvido da intervenção do astral, porém acredito que há limites e realmente há (nas literaturas espirítas as dimensões são bem divididas) portanto tomar ao pé da letra que todo o vício é fruto de uma sugestão espiritual é algo a ser pensado, acredito que estamos rodeados de espirítos, mas isso tem limites! Se fosse o caso não seria só os vícios, seriam outras necessidades, a saudade de uma determinada refeição, aqueles que não tiveram uma vida de vicio tiveram outras necessidades como comer, beber suco, fazer sexo, etc. Enfim, eles estariam nos importunando incessantemente, por isso que acho que ha limites, até porque nosso livre arbitrio tem que ser preservado, esse é o meu ponto de vista, acho que o vicio tem que sofrer uma reforma na forma como é tratado, dizer simplesmente que é errado e que voce vai ser cobrado logo mais não soluciona o problema, temos que ter referenciais autênticos de seus maleficios, maconha ainda é melhor que muitos calmantes e relaxantes musculares e em pequenas doses deixa a mente criativa, em uso abusivo causa lerdeza, eu sinceramente ainda não encontrei respostas para isso, queria que pessoas experientes no assunto colocassem suas experiências. Por Fangial

Anônimo disse...

Incrível o que as pessoas arrumam de desculpas para manter seus maus hábitos.
FAZ MAL SIM. Abre o psicossoma (perispírito) para assédio espiritual, tira a concentração, atrai negatividade, enfim, são muitos os males. Use, defenda seu uso, mas não tente fazer de conta que para você não faz mal.

Anônimo disse...

Livre arbítrio... Até que ponto?
Tudo podemos, MAS será que devemos?

Fer disse...

Se formos listar TODAS as drogras lícitas e ilícitas, como generaliza o prisma espiritual, o post falhou! Sem coerência com a maconha.
Onde o maior detalhe é... qual a droga te faz mal? maconha, BBB, facebook, cigarro, coca cola, MC Donalds !? vício é vício.

Hrodrick disse...

Sou usuário de maconha...
Venho a esclarescer que, ela me ajuda muito na recuperação contra a dependência da cocaína+alcool. Quando fumo, fico mais sintonizado com energias boas, fico mais alegre, mais criativo, sinto mais prazer em ouvir musica, desenhar, etc...

Um vez, escutei exatamente isso:

"Fala sério cara, ficar fumando esse troço, isso faz mal para saúde - Disse o rapaz comendo um saco cheio de torresmos...

Anônimo disse...

Infelizmente, todo usuário de qualquer droga, nunca assumirá seus males. Já ouvi muito que maconha não vicia, não faz, mal, faz até bem para a saúde... triste realidade para os que não buscam informações e se apoiam em justificativas para seu uso...
A machonha é a ÚNICA droga que causa danos IRREVERSíVEIS no sistema nervoso central, não importa a quantidade que foi utilizada, já as outras tem alto poder de levar a pessoa à morte, caso não se trate com urgência.
Sou toxicologista e trabalho diretamente com esse assunto e lamento muito ver que, cada vez mais, usuários tentam minimizar seus problemas buscando drogas e mais ainda, tentam a todo custo "provar" que não fazem mal!!!
Triste realidade!!!

Anônimo disse...

maconha para min ñ e droga. uma planta que nasce da "TERRA MÃE" como poderia ser uma droga.. ela altera apenas a sua visão do mundo.. para o bem, mais tem muitos alienados hoje em dia nesse mundo , com mente fechada q ñ aceita as coisas, eu sei distinguir o que e droga e o que ñ e flw..

Thamiris Reis disse...

Olá, olá à toda sociedade que por ventura ler esse comentário.
Gostaria de citar que várias bancas colocam seus pensamentos sobre o uso da maconha, que vem crescendo cada dia mais entre a população e principalmente pelos jovens. A questão que quero colocar em debate é que o uso, a substância e suas consequências, com toda tecnologia que temos não nos dá precisões nenhuma sobre o assunto. Portanto, quem tiver detalhes sobre funcionamento e "tals", que coloque todo o parecer pq os rumores estão incessantes. É verídico dentro da concepção de usuários que as propriedades da maconha leva o psicológico da pessoa à percepções agradáveis e em algumas culturas é usado como vínculo de ascensão de espírito. Porém a energia que envolta nessa substância, desde todos os meios que é passado pelo tráfico, traz consequências muitas vezes imperceptíveis, porém, dependendo do campo astral pode gerar malefícios. Enfim, enfim... tantos poréns. Portanto, que os cientes dessa área, tenham a disponibilidade de desmistificar o uso, sendo que toda e qualquer matéria usada pelo ser humano, tais como carne, coca-cola, televisão, livros, etc e etc dependendo de ponto de vista e análise tem suas contradições.
Quem tiver respostas coerentes sobre assunto, por favor entrar diretmaente em contato.

thamiris8-11@hotmail.com